Você sabe quais são os recursos que asseguram o consumidor?

voce-sabe-quais-sao-os-recursos-que-asseguram-o-consumidor
Vida profissional | 15 de março de 2016 |

Infelizmente, nem toda compra tem um final satisfatório – independente de ela ter sido feita online ou não, problemas acontecem. Os brasileiros, muitas vezes, passam por maus bocados até conseguirem resolver contratempos relacionados ao extravio, golpes e trocas de produtos ou serviços prestados que não se adéquam ao Código de Defesa do Consumidor.

Porém, no momento do aperto, você sabe quais recursos, oficiais ou não, estão ao seu lado e lhe auxiliam a buscar uma solução rápida e efetiva? Nós mostramos para você alguns deles.

Reclame aqui

O Reclame Aqui é um dos maiores sites brasileiros de reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços. Apesar de ser totalmente gratuito e não vinculado aos órgãos oficiais do governo, ele é bastante eficiente. Afinal, o site ganhou uma proporção tão grande que os consumidores fazem um cadastro – que, através da política de privacidade do site não permite a identificação da pessoa-, postam suas reclamações e as empresas, geralmente, entram em contato por meio de um e-mail mandado pelo próprio site para resolverem o problema e responderem os clientes.

Com os dados gerados são obtidos rankings automatizados e o Reclame Aqui faz uma avaliação da empresa utilizando diversos critérios próprios. Além disso, os consumidores podem, depois de terem suas questões respondidas pelas empresas, indicar se o problema foi resolvido ou não.

Vale ressaltar que a reclamação do cliente passa por uma avaliação antecedente para evitar conteúdo ofensivo.

Proteste

A Proteste é uma associação brasileira, sem fins lucrativos, independente de governos e de empresas que tem como objetivo a defesa do consumidor. Já são mais de 250 mil associados, o que faz dela a maior associação de consumidores do Brasil e da América Latina.

Tanto sucesso é, principalmente, pelo modo como a Proteste atua – e, cá entre nós, são em diversas frentes. A associação ajuda o consumidor a conhecer seus direitos, intermedeia as pendências do cliente com fornecedores que se recusam a atendê-lo; e, também, encaminha as reivindicações e propostas dos associados às empresas que não seguiram o Código de Defesa do Consumidor.

Procon

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (ou Procon) é o órgão mais conhecido dos consumidores e também o único vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. Presente em diversos estados brasileiros, o seu principal objetivo é elaborar e executar a política estadual de proteção e defesa do consumidor. Ou seja, o Procon tenta resolver previamente os conflitos entre o consumidor e a empresa antes de encaminhar o caso para o Juizado Especial Cível.

Se você é da cidade de São Paulo, aqui vai mais uma novidade. A Prefeitura lançou o Proncon Paulistano, iniciativa que visa preencher a lacuna no atendimento ao consumidor da capital. Entre as características do programa estão o atendimento por meio digital e o foco na mediação e solução de conflitos entre consumidores e as empresas fornecedoras de produtos ou serviços, completando a atuação das entidades de esfera nacional. Além disso, o Procon Paulistano também irá promover políticas de educação para o consumo, pesquisas de preços para a orientação dos consumidores da capital e ainda análises e acompanhamentos de dados.

Agora que você conhece alguns dos recursos que amparam você, consumidor, na hora das compras, não deixe de exigir seus direitos legais.

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...