Quer inovar? Faça do ambiente de trabalho um espaço flexível e colaborativo

quer-inovar-faca-do-ambiente-de-trabalho-um-espaco-flexivel-e-colaborativo-2

Acordar motivado pela manhã é fundamental para mostrar produtividade no trabalho. Do contrário, o relógio parece andar para trás, e a atmosfera negativa começa a dominar o ambiente. De uma hora para outra, os projetos começam a ruir como peças de dominó e a empresa fica à deriva.

Cada um tem seu jeito certo de trabalhar, com necessidades e objetivos diferentes para agir na arena corporativa. Certas carreiras, no entanto, demandam a colaboração de toda uma equipe, pois, sem isso, o trabalho simplesmente não acontece.

Essa é a realidade de Raul Góes, 46, cinegrafista com passagem por diversos canais de TV a cabo, produção de peças publicitárias e shows musicais. “A área de produção de vídeos é diferente das outras. Mais do que a ação em si, ela envolve preparação, planejamento e cuidado formação de equipe”, diz.

Nesse cenário em que o número de pessoas envolvidas em cada projeto pode variar de uma equipe enxuta até dezenas de profissionais, a estratégia adotada pelo professional inclui a atuação em todas as pontas. “O que eu procuro fazer é participar ao máximo de todo o processo, além de compartilhar experiências minhas ou ainda as que eu pude estudar para tornar o processo mais eficiente”.

Uma outra maneira de garantir um ambiente de trabalho saudável é apostar na flexibilidade. Com chefes na Alemanha, a um oceano de distância, Mariane Veiga, 29, prefere não criar rotinas de trabalho. Isso não significa, no entanto, que tudo é festa.  Segundo ela, já saíram da agenda as confraternizações desnecessárias na empresa que produz acessórios de identificação como crachás e cartões eletrônicos. “Nossa estratégia para produzir mais é por meio da organização e colaboração com parceiros, como a gráfica que trabalha com a gente e o estúdio na Alemanha. Conforme o trabalho vai aumentando, vamos trabalhando mais em conjunto. A necessidade de cumprir tarefas é mais importante do que cumprir horários.”, diz.

Essa interação conta com a participação até mesmo dos mais novos, que também aprendem e se beneficiam da divisão de responsabilidades . “Estou tentando implantar um intercâmbio pessoal entre estagiário e a matriz. A ideia é que ele visite a empresa na Alemanha e seu contato de lá venha ao  Brasil para conhecer melhor os processos e buscar soluções em conjunto”, afirma.

Diferente de décadas atrás, empresas têm percebido que grandes ideias não nascem sozinhas. Isolamento e rotina fixa podem “matar” qualquer passo adiante em relação aos concorrentes. Mesmo que exista um herói na sala, é necessário garantir apoio, promover ideias, estabelecer parcerias e ter uma equipe talentosa para execução. Ao colocar esses elementos sob o comando de um time, é possível pular etapas e reunir ideias fragmentadas que vão resultar na tão esperada inovação.

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...