Precisa cortar custos na sua empresa? Confira essas seis dicas

calculator-385506_1280
Empreendedorismo, Vida profissional | 20 de outubro de 2016 |

Ter uma empresa implica em dezenas de variáveis: gestão de gastos, relacionamento com clientes e funcionários, estabilidade, vendas, estrutura e, claro, uma fatia também para a conjuntura externa da economia. Essa conjuntura é algo que não está sob o controle do empresário, porém ela influencia internamente cada empresa, afetando, portanto, a sua lucratividade.

Geralmente, quando o impacto no lucro da empresa é muito grande, os gestores traçam uma estratégia para cortar custos, visando garantir a sustentabilidade do negócio e a sobrevivência em momentos de recessão. No entanto, essa missão de cortar custos não é tão simples quanto parece. Por isso, conversamos com o consultor de finanças Marcelo Gurgel e uma de suas mentoradas, Andréa Oliveira, que recentemente passou por essa necessidade de diminuir gastos, para entender como funciona este processo na prática e quais algumas dicas para facilitá-lo.

“Andréa me procurou no início deste ano para traçar um plano de redução de custos. No caso dela, a situação ainda era contornável, visto que a empresária me contatou já no segundo mês de diminuição de lucros. Primeiramente expliquei para ela o que significava cortar gastos (eliminar os excessos e o que não for necessário sem impactar as atividades cotidianas) e, a partir de então, começamos a analisar o que poderia ser extinto dentro de sua empresa”, explica Marcelo.

Andréa conta que tudo foi muito bem detalhado e ela tinha certeza que estava tomando as melhores decisões. “Primeiramente conversei abertamente com os meus funcionários, mostrei todas as contas e afirmei que seria necessária uma força-tarefa de todos para economizarmos. Depois de abrir o jogo, com o auxílio de Marcelo, cortei gastos com o aluguel (fui para um local menor e bem mais barato); diminui as compras para escritório; e comecei a cobrar todos os funcionários para ficarem atentos com gastos como água e luz”, conta a empresária.

Com essas contenções a empresa conseguiu ficar no positivo e com o passar dos meses se reerguer. Hoje, Andréa afirma que foi uma decisão crucial para a sustentabilidade da empresa. “Escolher fazer estes cortes conscientemente foi a minha melhor escolha. Já estamos reestabelecidos e pensando em uma expansão, mas com cautela”, finaliza.

Confira cinco dicas do consultor:

  • Em itens de escritório, compare preços entre diferentes fornecedores. Não tenha medo de negociar, essa economia é importantíssima.
  • Faça negociação dos aluguéis ou opte por um sistema de home office ou de coworking.
  • Seja vigilante em relação ao consumo de água e energia.
  • Acompanhe de perto o dinheiro que sai e entra. Faça uma planilha e a atualize diariamente.
  • Em último caso, reorganize sua equipe de trabalho, porém faça as demissões com cautela e após muito estudo.
Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...