Positividade e equilíbrio: palavras chave para 2017

shutterstock_539048347
Vida profissional | 19 de dezembro de 2016 |

Mais um ano está chegando ao fim e o período de festas pede celebração e também reflexão dos resultados do ano e foco nas perspectivas para o próximo.

Em um ano difícil para nosso país onde a economia ainda é incerta, com a política e os escândalos de corrupção tomando conta dos noticiários, pode ser complicado esperar ou desejar um futuro positivo.

Porém, se escolhermos o caminho de que não tem jeito, ou que o futuro é negro, podemos potencializar essa situação negativa. Ao mesmo tempo não podemos fechar os olhos para os problemas e muitas vezes devemos tomar decisões difíceis.

O que podemos fazer como cidadãos e profissionais para melhorar esta perspectiva? Qual o papel da área de Recursos Humanos nestes momentos?

Acredito que a resiliência do brasileiro frente a situações difíceis será chave para nosso futuro. O mesmo serve para o RH e seu planejamento estratégico.

A resiliência para a psicologia é uma capacidade do ser humano de voltar para seu equilíbrio interno frente a mudanças e ou situações de pressão. É uma propriedade da física que emprestamos para explicar um comportamento e conduta.

Nosso papel como RH poderá ser o de incentivar os profissionais nas empresas a desenvolverem esta competência, uma vez que as organizações estão em constantes mudanças e atualmente diminuindo ou reestruturando suas estruturas e negócio, aumentando a pressão para resultados rápidos e melhores, além do foco em reduzir ou substituir despesas. Este tipo de situação trás incerteza e muita pressão aos profissionais, afetando ainda mais a produtividade e consequente os resultados da empresa. Há ferramentas importantes para o desenvolvimento da resiliência, como capacitações e Coaching.

Este é o momento em que as áreas de Recursos Humanos mostrarão sua maturidade e contribuição estratégica ao negócio e às pessoas. Desde a tomada de decisão até o equilíbrio do clima interno e potencialização da produtividade.

Não acredito em fórmulas mágicas. Cada empresa vive uma situação diferente de resultados, ambiente, cultura, concorrência e indústria a qual pertence. O foco está em entendermos todas estas perspectivas e encontrar em conjunto a resposta mais adequada. O que pode significar incrementar o trabalho em equipe com o equilíbrio entre indagação e persuasão. Quanto mais desenvolvermos o diálogo aberto e direto na equipe de liderança da empresa, cada área poderá aportar sua realidade e especialidade e assim, encontrar uma solução personalizada e focada. A maturidade do grupo de líderes é crucial para que este diálogo tenha foco e o objetivo seja único: o resultado, clima e futuro da empresa.

É momento de repensar e principalmente de agir com velocidade e resiliência.

 

Alexandre Fleury

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...