Dicas para recuperar o ânimo e começar 2017 com o pé direito

staples2017
Empreendedorismo, Vida profissional | 15 de dezembro de 2016 |

O ano de 2016 tem sido muito difícil para pessoas do mundo todo, e no Brasil não é diferente, com a crise institucional, política e econômica pela qual o País passa. Este último ponto, em especial, pode ser acachapante para os pequenos e médios empresários brasileiros, que, diante do momento econômico delicado, têm que se desdobrar para renovar a motivação e projetar o ano que vem por aí.

Entretanto, o momento negativo não precisa ser inevitavelmente irreversível. É possível aproveitar o período crítico e crescer a partir dele, dando um gás novo a tudo que cerca o seu empreendimento. É natural que você possa estar se sentindo desmotivado após este ano, mas a maneira como você reage em 2017 está em suas mãos e pode ser bastante positiva com alguns dos passos abaixo.

A inquietação é um componente importante da vida de um empreendedor. Ela leva a curiosidade, descobertas, progresso, e isso, consequentemente, devolve o ânimo à vida profissional. Busque libertar-se da rotina e do pensamento dentro da caixinha. Experimente, descubra coisas novas e esteja atento aos ciclos que você repete em sua empresa.

Parte importante de se criar um ambiente aberto a descobertas é contar com uma equipe capacitada, bem-treinada e dedicada a alguma causa, então tenha isso sempre em mente em suas contratações ou na gestão das pessoas. Indivíduos com liberdade de criação e motivação ajudam a fazer o coletivo pensar fora da caixa.

Estar aberto a novas ideias inclui também manter os ouvidos ligados no que seus clientes expressam. Busque conhecê-los, saber quais são suas demandas e problemas a serem solucionados e como sua empresa está fazendo isso por eles. Desta interação, também podem surgir desafios novos que deem novos propósitos a seu empreendimento.

No caso específico de um momento de crise econômica, vale aquela velha máxima de que toda crise é uma oportunidade. É assim que pensa Angelina Stockler, da consultoria ba}STOCKLER, conforme contou em entrevista à Exame. “A crise nos obriga a sair da zona de conforto, e isso é fundamental para o empreendedor que quer ter sucesso: nunca se acomodar. A crise, então, se você a encara como uma oportunidade em vez de um problema, você cresce com ela. Na crise, você é obrigado a olhar para dentro de casa e fazer os ajustes necessários. Então você vai olhar o seu mix de ofertas, ver se ele está correto. Normalmente, na crise, você consegue fazer uma redução de custos. E aí, quando você sai da crise, está muito mais forte.”

Por fim, se mesmo todos esses cenários ainda não criam novamente aquela faísca de prazer pelo projeto, talvez seja o momento de reavaliar se o trabalho que você está fazendo lhe dá prazer e repensar as motivações por trás do negócio. É possível que o mesmo desejo que um dia você sentiu em sua empresa seja encontrado em uma outra ideia de empreendimento.

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...