construcao-civil-acumula-8-dos-acidentes-de-trabalho

De acordo com o anuário estatístico da Previdência Social, entre os anos de 2007 e 2013, ocorreram 5 milhões de acidentes de trabalho. Apenas em 2013, esse número chegou a 700 mil acidentes, com cerca de 2,5 mil casos fatais e mais de 14,5 mil aposentadorias por invalidez.

Entre os diversos ramos de atividades em que esses acidentes aconteceram, a indústria da construção civil corresponde a mais de 8% desse montante. Segundo os analistas do setor, essa quantidade de acidentes custa em média ao país R$ 70 bilhões por ano.

Medidas de segurança

Pensando em reverter essa situação e diminuir esses números, a Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (Abendi) e a Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema) criaram o primeiro sistema de certificação de terceira parte para a área de içamento e movimentação de cargas, uma maneira de aumentar a segurança no setor da construção civil e também na mineração.

O sistema é baseado em normas internacionais (ISO 17.024) que buscam elevar também a qualificação dos profissionais envolvidos nesses processos.

Porém, além dessa qualificação, é necessário que os profissionais envolvidos com essas atividades tenham os equipamentos de segurança individuais (EPIs) adequados. Esses equipamentos podem variar de acordo com as diferentes atividades desenvolvidas, podendo ser luvas, capacetes, máscaras, óculos, entre outros. Eles são essenciais para garantir a proteção dos trabalhadores, evitando ou diminuindo qualquer efeito ou consequência de acidente.

Usando os EPIs

Eles devem ser utilizados por todas as pessoas que estão envolvidas com o trabalho realizado em um determinado local, além de pessoas que também devem exercer suas atividades naquele ambiente – mesmo que não diretamente ligadas a ele. É necessário, por exemplo, usar o capacete sempre que visitar o estoque de uma empresa, mesmo se você não for um funcionário que trabalha naquele lugar.

Para quem trabalha em locais com alto ruído, perto de máquinas barulhentas ou perto de áreas com muito barulho de trânsito, por exemplo, é necessário usar também protetores auriculares. Os óculos, por sua vez, devem ser usados em qualquer situação em que os olhos devem ser protegidos.

Botas de segurança, seja em ambientes de armazenamento de mercadorias ou na construção civil, é essencial para proteger os membros inferiores contra a queda de materiais que podem causar algum dano ou até mesmo a colisão com alguns instrumentos. As luvas também são de extrema importância nessas situações, evitando que materiais corrosivos entrem em contato com a pele. Há também outros equipamentos, cada um recomendado para um tipo de serviço ou atividade.

Além dos equipamentos individuais, é imprescindível a preparação do local com placas de sinalização, que garantem a segurança de todos os trabalhadores.

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...