Como saber se a sua ideia de negócio tem futuro? Descubra

staples0507
Empreendedorismo | 5 de julho de 2016 |

Todo empreendimento nasce através de uma fase chamada “ideação”. Aquele momento em que você se desdobra para recolher todas possíveis opções de negócio e tenta criar diversas soluções para um problema, até que, finalmente, chega a uma boa ideia. No entanto, como saber que essa mesma ideia pode receber a chancela de “negócio promissor”? Na verdade, esse passo é algo que necessita de muito trabalho e disciplina – e, se possível, o menor glamour possível.

Conversamos com Antonio Sérgio, especialista em empreendedorismo e responsável por ministrar mentorias e palestras sobre o ramo em todo o Brasil, para facilitar este processo de tirar um projeto do papel e fazer com que ele obtenha sucesso.

“Primeiramente, é necessário encarar a sua ideia como realmente um negócio. Isso porque tendemos a acreditar que nossos planos são geniais e infalíveis, porém, na prática, as coisas não são bem assim”, explica o especialista. Uma boa sugestão é fazer alguns questionamentos e analisar até que ponto você já possui as respostas.

Confira dez perguntas que Antonio sempre faz aos futuros empreendedores:

  1. Qual o mercado e/ou público?
  2. Você irá disponibilizar um produto ou serviço?
  3. Por que as pessoas se interessarão e comprarão de você?
  4. O seu produto ou serviço será diferenciado do que já existe no mercado?
  5. Quem são os seus concorrentes?
  6. Quais são os seus riscos?
  7. Sua ideia perdurará em questão de tempo?
  8. O seu negócio é replicável – visando o crescimento?
  9. A sua ideia realmente agrega valor ao mercado?
  10. Esse negócio estará alinhado aos seus valores internos?

De acordo com Antonio, essas são as perguntas iniciais. Além disso, há inúmeras questões a serem analisadas em detalhes, mas já é um bom começo. O especialista afirma que ir a campo e expor a sua ideia é essencial. “É neste momento que o empreendedor tem a oportunidade de coletar informações essenciais para amadurecer e desenvolver sua ideia. Ouça com atenção e procure solucionar os problemas que as pessoas apontam”, afirma.

Passada essas etapas, é a hora de elaborar um plano de negócio e verificar se o seu projeto ainda é viável e sustentável. Seja minucioso e, o mais importante, não tenha medo de mudar. Segundo Antonio, um dos principais erros é o apego desnecessário à ideia original. Seja flexível para adaptar, mudar ou até reinventar a ideia original em função do mercado.

Por fim, pense em como a sua ideia será posta em prática. Ela precisa ser valorizada e consumida pelo seu público alvo. “Uma mesma ideia pode dar certo ou não. Tudo depende do campo de visão do empreendedor ao definir o modo para implementar a ideia”, conta.

Após todas essas análises, você ainda acredita que a sua ideia vale o esforço? Conte para nós. Caso contrário, não desanime! Há muitas oportunidades por aí.

Continuar Lendo

Recomendados para você

Comentários

Newsletter
Carregando...